Atividades das conferências de São Francisco de Assis e São Pio X

RELATÓRIO DO M ÊS DE DEZEMBRO  DE 2013

São atendidas pela Paróquia Cristo Redentor, mensalmente, 113 famílias, as quais recebem a seguinte cesta básica :

Arroz, feijão, fubá, açúcar, óleo, macarrão e dois pacotes de leite em pó.

Neste mês de dezembro, é efetuada uma cesta melhorada como doação de Natal, juntamente com uma mensagem de Natal para as famílias.  

No mês de dezembro de 2013, além dos materiais relacionados acima, foram recebidos os seguintes materiais que não integram a saca básica :

- Papel higiênico (15 pacotes); sal (10 kg); farinha de trigo (10 kg); Biscoitos (10 pacotes variados); chocolate em pó (8 latas); farinha de mandioca (15 kg); molho para macarrão (5 volumes); pacotes de café variado (10 pacotes); goiabada (5 kg).

Estes gêneros como não integram a saca básica são distribuídos um item em cada saca. Nem todas as 113 sacas recebem algum destes materiais.

O Padre Rene entregou para as famílias assistidas um kit completo alusivo à Jornada Mundial da Juventude, de forma que cada família recebesse uma lembrança da JMJ.

Apresentamos, desta forma, de maneira sucinta como transcorreu o recebimento de materiais na Paróquia Cristo Redentor no mês de dezembro  de 2013 e como ocorreu a distribuição dos gêneros nas sacas formadas.

 

   
   

Alimentos que integraram a cesta de Natal dos Assistidos

Quantidade necessária no mês (Kg)

Recebidos na Igreja (Kg)

Quantidade de alimentos que faltaram (kg)

Arroz

152

152

-

Feijão

113

113

-

Fubá

113

78

-

Açúcar

126

126

-

Óleo

113

113

-

Macarrão

113

105

-

Nescau em Vidro

113

113

 

Leite em pó (pacotes)

226

226

-

Panetone

113

43

70

Pessego em compota

113

85

28

TABELA RELATIVA AO MÊS DE DEZEMBRO DE 2013

As sacas foram organizadas na sexta-feira, 13 de dezembro, e a distribuição para as famílias assistidas ocorreu no dia 14 de dezembro, no Salão da Paróquia Cristo Redentor, com a palavra inicial da Presidente Roseana e, em seguida, o Padre Renê apresentou uma exposição espiritual sobre o Natal e as orações sobre este momento importante na vida cristã. Houve distribuição de presentes para as crianças e lanche. As famílias presentes ao evento levaram, ao final a saca completa de Natal. Para as treze famílias assistidas pela Conferência foi doado para cada família um carrinho de transporte das sacas.

Que o Menino Jesus nos ajude a continuar este trabalho junto às famílias e ilumine a nossa atividade ao longo de 2014. Que todos os que ajudam a nossa Conferência recebam as graças de Deus.

Rio de Janeiro, 13 de janeiro  de 2.014

Hugo Santos (Tesoureiro da Conferência)

 

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sobre os Vicentinos

Os Vicentinos são os seguidores dos ideais de Frederico Ozanam, intelectual francês que decidiu transformar o discurso das Conferências de História na Universidade Sorbonne (França) em práticas e ações concretas nas Conferências de Caridade, que deram origem em 23 de abril de 1833, portanto há 173 anos, na Sociedade de São Vicente de Paulo - SSVP.

A SSVP é uma organização que congrega leigos católicos, que se esforçam – movidos pela justiça e caridade – para aliviar os sofrimentos do próximo, mediante o trabalho coordenado de seus membros. A ação dos Vicentinos compreende qualquer forma de ajuda, através do contato pessoal, no sentido de amenizar a dor social, promovendo a dignidade e a integridade do homem.

Os Vicentinos além de lutarem contra as diversas formas de miséria, buscam descobrir e remediar as situações que a geram. Levam seus auxílios a todos que precisam, independentemente de raça, cor, nacionalidade, credo político ou religioso e posição social. O trabalho dos Vicentinos é voluntário, pois seus membros e dirigentes não recebem nenhuma remuneração pelo que realizam.

A SSVP está globalizada e marca presença em 139 países, com mais de 1.000.000 (um milhão membros), sendo que o Brasil é o maior país vicentino do mundo, com mais de 260 mil membros.
Os Vicentinos Brasileiros atendem semanalmente a cerca de 150.000 famílias carentes (após minucioso levantamento sócio-econômica), nos mais diferentes bolsões de miséria (favelas, cortiços, zona rural, ribeirinha, etc.). Portanto, mais de 500.000 mil brasileiros recebem o auxílio regular da SSVP. Somente em gêneros alimentícios são distribuídos por semana, mais de 800.000 quilos de alimentos, além de remédios, roupas, materiais escolares, móveis, utensílios diversos e principalmente, a orientação espiritual, através do anúncio do Evangelho, do encaminhamento aos Sacramentos e da catequese familiar.

Além da população carente que é atendida pelas Conferências Vicentinas, existem cerca de 40.000 pessoas que são beneficiadas através das 2.000 Obras Assistenciais espalhadas pelo Brasil como asilos, creches, orfanatos, albergues e hospitais, nos quais os Vicentinos cuidam de idosos desamparados, crianças abandonadas, inválidos e doentes, que recebem bem estar, segurança e a possibilidade de um futuro melhor.

Mas, o que move os Vicentinos a realizarem todas essas atividades? É a vocação vicentina, que se fundamenta na angústia e indignação diante da miséria do ser humano e na esperança de que partilhando seus talentos (aptidões específicas, tempo e recursos), se fazendo pobre com o pobre e dando testemunho de sua fé pelo amor pessoal aos que sofrem estão seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo: “Vá e faça a mesma coisa.” (Lucas 10, 25 - 37)

Texto da Arquidiocese de Apucarana - PR

 

voltar